Tortinha de Atum

Vamos de receita muito fácil, saudável e bem gostosa? 🤗🤗
Testa pro teu lanche da tarde de hoje ou pro jantar, acompanhado de uma saladinha! 😉

 Tortinha de atum
 Ingredientes:
✔️ 1 lata de atum em óleo (escorrer bem)
✔️ 1 ovo
✔️ 3/4 de xícara de aveia (farelo ou flocos finos)
✔️ 2 dentes de alho picados
✔️ 1 tomate picado
✔️ 1 cenoura ralada
✔️ Salsinha e manjericão picados a gosto
✔️ Sal (pouco), pimenta caiena, páprica picante e orégano a gosto

 Preparo:
Misture tudo e leve ao forno a 180oC por cerca de 35 minutos. 😋😋

PS: Pra quem é antigo por aqui: já tinha postado uma receita parecida com essa faz bastante tempo. Essa é uma versão melhorada! Façam! 😋🤗

Melhor Feito que Perfeito

A turma do “8 ou 80” chega no consultório falando que está disposto a tudo! Que tem uma alimentação horrível… mas que quando faz é pra valer!
Que tá disposto a tirar pão, macarrão ou a trocar refeição por shake!
Tá disposto a investir o que precisar em suplementos. O importante é o resultado! 👊

E o resultado? De início vem! As primeiras semanas vão que é uma beleza! Motivação a mil.

Mas no primeiro ventinho a empolgação vai embora. Na primeira exceção volta a compulsão alimentar e retornam velhos hábitos.
Não foi formada uma base sólida!

Já a galera do “Antes feito que perfeito” sabe que mudança de hábito é uma construção a longo prazo, para a vida.
Sabe que se excluir o carboidrato do café da manhã vai se jogar na fritura no almoço e que se excluir o feijão vai querer sobremesa a tarde.
Portanto: essa é uma galera que respeita o seu ritmo. Que sabe que pode fazer uma exceção alimentar com os amigos e na refeição seguinte retornar o hábito saudável que vai ficar tudo bem.
Sabe que o resultado estético vai vir como consequência de uma mudança de mentalidade e de hábitos, e não antes disso!

E você? É 8 ou 80 ou Antes feito que perfeito? 😉

Precisa excluir o Pão?

Você vai me achar muito louca por ter trazido ontem um vídeo com dicas para substituir o pão e vir aqui hoje te dizer que você não PRECISA excluir o pão? 😅

Bom, espero que não… espero que você me conheça!

Quando falamos em melhora de hábitos, em reeducação alimentar e em mudança para a VIDA, a verdade é que NENHUM alimento é proibido!

O que existe são escolhas! É observar as respostas do seu próprio corpo a determinados alimentos.
É também – se você for consumir com frequência – considerar os ingredientes e o modo de preparo desses alimentos!

Deixa eu te contar como é por aqui.
Eu adoro pão de trigo! Então eventualmente entra em casa um pão quentinho com ovo com gema mole!
Esse consumo eventual me faz bem… aquece a alma, sabe?

Mas há alguns anos já tive o hábito de consumir todos os dias! Pão de trigo era a minha janta! E desse jeito não me fazia bem… eu não tinha boa disposição, não tinha boa imunidade…!

Hoje no dia a dia o café da manhã é variado: às vezes um pão com composição legal acompanhado de ovo (eles existem! E são gostosos!), às vezes uma panqueca, fruta com fibra e ovos, um bolinho integral, fruta e ovo (sim… o amor por ovo é forte! 😂).

E no jantar como comida! Não precisa nenhuma bruxaria pra comer saudável e ter saúde.

As dicas que eu dei para substituir o pão? São para te ajudar a incluir mais opções! Mais nutrientes! A pensar fora da caixa!
A incluir mais!

E por aí? Como é a tua relação com o pão?

Pão: como substituir

O foco do vídeo de hoje é estimular a tua criatividade!
Quem disse que café da manhã tem que ter pão? Existem tantas opções diferentes, saudáveis e deliciosas!

Vem conferir e testar por aí também!

Chás: como aproveitar

Você está usando algum chá atualmente? Tem algum objetivo com ele, como acalmar, desinchar ou melhorar a digestão?

Então se liga nessas dicas:

 Via de regra temos maior efeito dos chás ao utilizar a ERVA. Isso porque nem sempre os sachês contém exclusivamente a parte da planta com maior ação. 
 Se for utilizar em sachê opte por boas marcas, preferencialmente orgânicos! Evite versões em lata/ caixa/pó. Muito raramente são boas ou razoáveis.
 Partes delicadas, como folhas, não precisam ser fervidas. Apenas manter em infusão com água aquecida até o ponto de pré fervura (quando começam a subir as bolinhas) por cerca de 5 minutos já promove extração máxima.
 Já partes mais rígidas como caules e raízes (ex: pau de canela, gengibre) devem ferver por cerca de 3-5 minutos.
 Existem estudos mostrando que várias plantas mantém a maior parte dos seus benefícios por até 12 horas. Portanto, pode ser uma alternativa preparar o chá pela manhã para beber ao longo do dia.
 Outra opção que traz boa extração e pode facilitar a rotina é fazer chá com água fria! Sim! A infusão da água quente por cinco minutos equivale a 2 horas de infusão em água fria. Pode ser uma alternativa para utilizar no trabalho por exemplo!
 Não vale adoçar! Adoçando há redução da absorção de fitoquímicos. Além de todos os malefícios do excesso de açúcar. Né?
 Não menos importante: chá não é água! Não é pra ser bebido a vontade! Plantas tem ação no nosso corpo! O excesso de várias delas pode prejudicar nossa saúde, interferindo no funcionamento da tireóide ou fígado por exemplo!
 E pra finalizar: chás podem ser excelentes coadjuvantes para diferentes objetivos: desinchar, reduzir gordura corporal, melhorar digestão… amo trabalhar com chás com os pacientes! Masssss não há chá que compense uma alimentação ruim! Beleza? 😉😘

Afta

Você sofre com aftas?

A causa exata das aftas não é conhecida. Mas você sabia que algumas alterações nutricionais aumentam a frequência e gravidade das aftas?

 Deficiência de nutrientes como: ferro, ácido fólico e vitamina B12 (e também outras vitaminas do complexo B) tornam as aftas mais recorrentes!

A imunidade reduzida também é fator de risco!

Por isso modular sono e estresse é fundamental!
 Alguns nutrientes podem auxiliar bastante também nesse objetivo de aumentar a imunidade, especialmente zinco e vitamina C.

Para prevenir as aftas, portanto, esses nutrientes devem ser avaliados e seu consumo aumentado via alimentação (principalmente!) ou suplementação. 😉

O que Excluir para Emagrecer?

O que excluir para emagrecer? Glúten? Leite? Gordura? Ou ainda… será que precisa excluir mesmo? Será que incluindo não emagrece? Vem entender essa conversa no vídeo da semana!