Farinha de coco

Aos poucos o coco tem se tornado cada vez mais queridinho nas dietas: primeiro foi a água de coco, depois o óleo de coco, o açúcar de coco… e ultimamente a sua farinha é que tem se destacado.

E tem motivo pra isso?

Tem sim!

A farinha de coco não possui glúten e é bastante rica em fibras (cerca de 2,5g de fibras em 10g de farinha!).

Essa sua composição de fibras auxilia no aumento de saciedade, no tratamento da constipação, no controle da glicemia (importante para quem é diabético e também para quem busca emagrecimento) e controle de colesterol.

É possível utilizá-la em receitas em substituição a outras farinhas.

Seu custo ainda é um pouco elevado, mas para quem é adepto do “faça você mesmo” é possível preparar a farinha em casa a partir do bagaço que sobra ao preparar o leite de coco (receita alguns posts atrás) – simplesmente secando bem esse bagaço em frigideira anti-aderente aquecida.

Antes (bagaço do coco):
Bagaço de coco

Depois de seca (farinha de coco):
Farinha de coco