Digestão

O tema do vídeo dessa semana é DIGESTÃO.
Quero ajudar especialmente quem não se sente 100% após as refeições. Fica inchado, desconfortável, pesado, com azia, “lembrando” do que comeu por horas e/ou com gases? Pois não deveria!

Se identificou com 1 ou mais desses sintomas? Então confere o vídeo da semana! Nele te trago 3 dicas simples para melhorar a digestão.

Vai resolver todos os casos? Não! Consulte um nutricionista para avaliar teus hábitos alimentares se os sintomas permanecerem. 

Azia

Azia: você sofre desse mal?

As causas de azia podem ser muitas e a imensa maioria gira em torno de erros alimentares básicos, como consumo excessivo de irritantes de mucosa (cafeína, corantes, conservantes, alimentos gordurosos), longos períodos em jejum, ingestão excessiva de líquidos com as refeições ou comer muito rápido! Em fumantes e obesos a azia é mais frequente.

Mas há um outro fator ainda pouco conhecido, mas já bastante comum no consultório: as alergias alimentares.

E aqui eu não falo de alergias clássicas, do tipo que logo após o contato são formadas bolinhas no corpo, tem-se inchaço ou até edema de glote.
Eu me refiro às alergias tardias: muito comuns e também muito negligenciadas.

Temos 3 hormônios no estômago responsáveis pela produção do ácido clorídrico: acetilcolina, gastrina e histamina. A produção deste último é estimulada com o consumo de alérgenos alimentares!
Nesse caso consumimos um alimento que não digerimos bem, o leite ou seus derivados por exemplo, e logo em seguida temos uma super produção de histamina com consequente super produção de ácido clorídrico, tornando o estômago excessivamente ácido e consequentemente trazendo os sintomas clássicos de azia/queimação.

Você não consegue viver sem os “prazóis” da vida? Usa há anos (e até mesmo sem indicação) porque morre de dor no estômago e/ou azia se tenta excluir?
Comece procurando um profissional que te ajude a identificar e tratar a causa desse sintoma! Uma parcela significativa dos casos consegue melhoria dos sintomas e mesmo exclusão da medicação – gradual e devidamente acompanhada e orientada – com mudanças alimentares e de estilo de vida, muitas vezes também com o auxilio de fitoterápicos. 

azia

Pode ingerir líquido com as refeições?

Afinal, será que pode ingerir líquido com as refeições? Essa é uma dúvida bastante comum no consultório!
O que você acha? Vem conferir a minha resposta: