Alecrim: esse lindo!

alecrim

Marcante e característico esse tempero é do tipo AME ou ODEIE! 😛
Eu sou do grupo que AMA! <3 E vocês? 😉

Os benefícios do alecrim são inúmeros, como: ação digestiva (muito efetiva – conhecido como omeprazol natural!), antiinflamatória, desintoxicante, bactericida, antifúngica e diurética!

Ele auxilia ainda na melhora da memória e na produção de neurotransmissores responsáveis pela manutenção do bom humor! <3

O alecrim fica uma delícia especialmente em preparações assadas: com batata doce, aipim, abóbora, lombinho ou frango casa perfeitamente!
E podemos utilizá-lo ainda na forma de infusão (chá), deixando 1 colherzinha de chá do alecrim em infusão com 1 xícara de água em ponto de pré-fervura por cerca de 5 minutos e depois coar e beber. Sem adoçar, claro!! 😉

Chá milagroso? Benefícios e cautelas na fitoterapia

chá milagroso

Uma estratégia bastante utilizada por quem quer resultados rápidos/milagre é o uso indiscriminado de plantas naturais, como aqueles chás 7 ervas, 30 ervas, litros e mais litros de hibisco, chá verde, carqueja ou outras misturas, além de fitoterápicos na forma de extrato (cápsula) ou tintura.

Afinal, uma erva natural não pode prejudicar, certo? 😛

Não é bem por aí!!

As ervas são também conhecidas como medicações fitoterápicas, ou seja, possuem efeito medicamentoso! Muitas vezes de modo mais natural e brando sim, mas nem sempre!

Então o primeiro cuidado é com a possibilidade de interação com medicamentos ou suplementações utilizadas, podendo descontrolar os níveis glicêmicos / de pressão arterial ou mesmo causar sangramento por interação com anti-coagulante.

Outro cuidado é com os excessos, especialmente pra quem já possui alguma predisposição.

Alguns exemplos práticos?

Excesso de chá verde pode piorar a função da tireoide e prejudicar a absorção de ferro, chá de hortelã pode piorar refluxo pra quem apresenta essa condição, excesso de camomila pode causar constipação e o uso crônico de sene ou cáscara sagrada levam a depleção de eletrólitos e tornam o intestino dependente dessas plantas para funcionar. E são muitos outros exemplos que poderia citar aqui!

Quer usar fitoterápicos? Ótimo, eu também adoro e indico em muitos casos na minha prática clínica com ótimos resultados.

Mas procure orientação! Preferencialmente de um profissional com especialização nessa área e atualizado. Saúde é assunto sério!