Fertilidade

Hoje são muitos os casos de baixa fertilidade e dentre esses casos MUITOS têm relação com a Nutrição (ou com a falta dela!), já que fatores como obesidade, deficiências nutricionais e exposição a xenobióticos reduzem a nossa fertilidade.
Quer saber como melhorar a sua (ou tem alguém conhecido que está tentando)? Confere no vídeo! 

Nutrição x Fertilidade

Conhece algum casal com dificuldades para engravidar? Sabia que a Nutrição pode auxiliar muito nesse aumento da fertilidade?
Recentemente um estudo com 60 casais em tratamento para reprodução assistida comprovou que aqueles que estavam em acompanhamento nutricional tinham Duas vezes mais chance de sucesso na fertilização!

fertilidade

👉O primeiro ponto a se destacar é o controle do peso. A obesidade aumenta a infertilidade por se associar a alterações hormonais em homens e mulheres e por piorar a qualidade dos óvulos e embriões.
👉 A qualidade da alimentação também exerce grande influência. Consumo excessivo de carboidratos e carnes vermelhas se associam a infertilidade, enquanto que a rica em frutas, vegetais, peixes e gorduras monoinsaturadas tem efeito favorável na fertilidade.
👉 Se expor menos a toxinas ambientais (cigarro, álcool, poluição, corantes, conservantes, etc) também é fundamental.
👉 Além disso engravidar com estoques adequados de determinados nutrientes também é importante. Dentre eles: ácido fólico, vitamina E, ômega 3, ferro, zinco e vitamina C.
👉 O ideal é iniciar um acompanhamento nutricional antes mesmo da gravidez (3 a 6 meses antes se possível) não só para otimizar a chance de engravidar, como também reduzir riscos na gestação e posteriores para a mãe e para o bebê. 😍

Você conhece a Maca Peruana?

maca

Ela pertence à família dos tubérculos e é parecida com um nabo.

Se tornou famosa após ter sido associada a melhora da libido e a estímulo na proliferação dos espermatozoides em homens, auxiliando portanto a aumentar a fertilidade.

Estudos encontraram associação entre o consumo de maca e aumento da testosterona, hormônio cujo equilíbrio se associa a boa disposição, controle do estresse, boa libido e a ganho de massa magra.

Mas essa não é sua única ação.
A maca é fonte de carboidratos, fibras e minerais, especialmente cálcio, ferro e zinco, além de vitaminas do complexo B. Sendo portanto uma ótima opção para mulheres na menopausa, para prevenir osteoporose ou anemia e também para aumentar a disposição.

A forma mais comum de se encontrar e consumir a maca é na forma de pó (encontrado em lojas de produtos naturais), o qual pode ser misturado a sucos ou frutas e consumido antes da prática de exercícios físicos, por exemplo.
A dose e a indicação (ou não) deve ser individualizada! Converse com seu nutricionista. 😉

 

Quer receber novidades e conteúdo exclusivo? Então cadastre-se aqui

Inhame e seus benefícios

inhame

Você já conhece o inhame?

O inhame é fonte de carboidratos complexos, fibras, proteínas, potássio, fósforo e vitaminas do complexo B.
Mas seu destaque principal fica por conta do fito-hormônio que possui, denominado diosgenina e que em nosso corpo forma o DHEA.

Exatamente por essa ação há estudos associando o consumo de inhame a maior controle hormonal, com atenuação dos sintomas da menopausa e possivelmente da TPM, além de estímulo da fertilidade!

Foi encontrado ainda melhora do perfil lipídico (aumento do colesterol “bom” e redução do “ruim”) e efeito antioxidante.

O inhame pode ser usado cru em sucos ou como leite vegetal ou então cozido como purê, em sopas e em uma série de receitas.