Cortisol = hormônio do estresse?

cortisol

Estamos acostumados a relacionar o hormônio cortisol como sendo o “hormônio do estresse”, mas o cortisol está muito além disso e em níveis adequados ele é fundamental para a sobrevivência humana!

No ciclo circadiano normal (saudável) temos pico de cortisol pela manhã, em volta das 06 às 08h sinalizando que está na hora de despertar. E ao longo do dia esses níveis vão caindo, chegando a níveis bem baixos em torno de 20 – 22h, sinalizando que é hora de dormir. Perfeito né?

Porém o que acontece na prática é que muitas vezes burlamos nosso ciclo circadiano normal!
À noite, quando deveríamos estar relaxando e nos preparando para dormir estamos tomando café para estudar ou trabalhar!
Com o aumento (forçado) de cortisol nesse horário, o sono acaba vindo bem mais tarde e no dia seguinte levantamos com níveis baixos desse hormônio, nos deixando daquele jeito que estamos acostumados: com sono e cansaço!

O desbalanço dos níveis de cortisol está associado a uma série de consequências, como: estresse, depressão, ansiedade, compulsão alimentar, inflamação, distúrbios gástricos e digestivos, baixa libido e obesidade!

O constante e excessivo estímulo da produção de cortisol (muito estresse – ritmo de vida sempre muito acelerado) pode levar ainda à outra grave consequência: a falência da adrenal, que é a glândula onde ocorre a produção desse hormônio. Nesses casos os níveis de cortisol ficam praticamente zerados o dia inteiro levando a uma fadiga (cansaço intenso) crônica, além de disbiose intestinal, ansiedade, depressão, obesidade, perda de memória e baixa imunidade.

Resumindo: controlar o estresse, aprender a lidar de maneira mais leve com os problemas, dormir bem e relaxar são FUNDAMENTAIS para a saúde e para qualquer objetivo que se tenha (seja emagrecimento/ganho de massa magra, etc).
Além das mudanças no estilo de vida, é possível auxiliar na modulação de cortisol através da suplementação de nutrientes e de fitoterápicos.
Converse com seu nutri e mude antes que a situação fique fora de controle!