Alecrim: esse lindo!

alecrim

Marcante e característico esse tempero é do tipo AME ou ODEIE! 😛
Eu sou do grupo que AMA! <3 E vocês? 😉

Os benefícios do alecrim são inúmeros, como: ação digestiva (muito efetiva – conhecido como omeprazol natural!), antiinflamatória, desintoxicante, bactericida, antifúngica e diurética!

Ele auxilia ainda na melhora da memória e na produção de neurotransmissores responsáveis pela manutenção do bom humor! <3

O alecrim fica uma delícia especialmente em preparações assadas: com batata doce, aipim, abóbora, lombinho ou frango casa perfeitamente!
E podemos utilizá-lo ainda na forma de infusão (chá), deixando 1 colherzinha de chá do alecrim em infusão com 1 xícara de água em ponto de pré-fervura por cerca de 5 minutos e depois coar e beber. Sem adoçar, claro!! 😉

Café faz bem ou faz mal?

café

E afinal: café faz bem ou faz mal??

Ouvi essa pergunta ainda essa semana… é uma dúvida bastante comum, já que há tantas informações e estudos controversos.
Na verdade o café pode ser bom ou ruim: vai depender de para quem estamos falando e qual quantidade se consome. Vamos entender um pouco mais?

O café é fonte de uma série de fitoquímicos e de substâncias antioxidantes que estão associados a muitos benefícios à saúde, com destaque:
– Aumento da disposição
– Redução da incidência de depressão e de casos de suicídio!
– Menos risco de se desenvolver Parkinson e Alzheimer
– Efeito termogênico e de estímulo da lipólise (quebra de gordura) quando utilizado no pré treino
– Redução no risco de desenvolvimento de Diabetes Mellitus
– Redução do risco de infarto

Mas para que tenhamos esses benefícios há um detalhe muito importante: a dose! Para a maioria das pessoas é benéfico consumir entre 2 a 4 xícaras de café por dia (xícara! Não aquela caneca imensa!).
Já ouviram falar que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose? Pois é!

O excesso de café por outro lado, está associado a:
– Aumento da ansiedade e do estresse
– Insônia
– Agressão de mucosa gástrica e intestinal com maior incidência de gastrite, úlcera, azia e/ou diarreia
– Redução da calcificação óssea – osteopenia/osteoporose
– Aumento dos níveis de colesterol total e LDL
– Risco aumentado de infarto!

Outro detalhe: a forma de preparo do café!
O café coado, especialmente em filtro de papel, é a melhor opção.
Isso porque o café é rico em 2 substâncias, denominadas de Cafestol e Kahweol, cujo consumo está diretamente associado a aumento dos níveis de colesterol total, de LDL e consequentemente risco para doenças cardiovasculares.
O processo de filtrar no coador de papel reduz significativamente essas substâncias (que ficam retidas) enquanto que as demais formas de preparo (especialmente o café expresso!) as preservam.

E claro, não podia deixar de falar: exagerar no açúcar do cafezinho anula todo e qualquer benefício! Vá reduzindo aos poucos o açúcar ou adoçante do café para tentar consumí-lo o mais natural possível.
Uma estratégia que gosto bastante é associar canela ao pó do café! Melhora o sabor e reduz necessidade de adoçar. 😉