Introdução alimentar

Chegamos aos 6 meses da minha pequena com sucesso no Aleitamento materno exclusivo! 😍
Agora o desafio é a Introdução alimentar! 
E que desafio! 

Pra quem vai passar em breve por essa fase trago algumas dicas /informações:
 Se você optar por uma introdução alimentar tradicional, com papinhas… mesmo assim procure deixar também a criança pegar o alimento com a mão, experimentar algum pedaço mais inteiro… isso ajuda bastante na coordenação e no interesse na refeição.
 Ofereça orgânicos sempre que possível!
 Esqueça o seu paladar! Esqueça que você não gosta de morango ou que só come abacate com açúcar. A criança nunca provou esses alimentos então os ofereça puros! Aliás, não ofereça açúcar nunca (ideal até 2 anos!)
 O sal também não deve ser adicionado, pelo menos até os 9 meses. Mas temperos naturais podem e devem ser utilizados.
 Evite usar liquidificador, peneira ou sair misturando tudo. O objetivo na introdução alimentar não é a criança engolir tudo simplesmente. É conhecer os alimentos e iniciar uma boa relação com a alimentação saudável!
 Controle a sua ansiedade (essa eu repito aqui pra mim também 😂😂)! Seu filho passou 6 meses apenas bebendo leite. É natural estranhar sabores e consistências tão diferentes e o processo ser lento é normal e esperado!
 O leite materno (ou a fórmula) continua sendo o principal alimento até 1 ano.
 Compartilha com os papais de bebês! 😘

Bia melancia

Peso na Gravidez

Será que precisa ganhar peso na gravidez? A recomendação será igual para todas? Como fazer?
Confere essas e outras informações no vídeo dessa semana. Aproveita e marca uma gravidinha aqui também. 

Introdução alimentar

mucilon

Ai como dói o coração da nutri! 😵 👉Entenda que quanto mais você ofertar opções excessivamente doces desde o início da introdução alimentar do seu filho, maior vai ser a rejeição dele aos doces naturais, como o presente nas frutas, que são muito menos doces.

👉Porque ofertar alimentos que não são saudáveis quando você é a única responsável pela introdução alimentar do seu filho? Faz sentido?

👉Comece essa fase com o pé direito, oferecendo os alimentos em sua forma natural sem adoçar e sem salgar excessivamente. Procure variar o máximo possível os alimentos ofertados e repita a oferta mesmo que haja rejeição ao experimentar pela primeira vez.
Uma criança deve experimentar um alimento cerca de 7 a 8 vezes antes de afirmamos que ele realmente não gosta daquele alimento!

👉Quanto maior o estímulo nessa fase, mais saudável será o desenvolvimento do seu filho, mais doenças da vida adulta estarão sendo prevenidas e será mais fácil de o seu filho aprender e se habituar com bons hábitos alimentares.

👉Porém, vale lembrar que logo ele cresce e te observa! Se o seu hábito não for saudável pouco vai adiantar fazer um discurso sobre alimentação saudável enquanto você come besteira! Ele vai querer comer o mesmo que você! 😉

Dá trabalho, não é simples, exige paciência e persistência… mas saúde é o maior investimento que você pode fazer na vida do seu filho.