Desodorante natural

A dica pode parecer que não tem nada a ver com Nutrição ou com saúde. Mas deixa eu te explicar e você vai entender!

Alumínio é um metal pesado. Quando nosso corpo tem concentrações elevadas de alumínio teremos impactos negativos para a saúde, como alterações cognitivas, risco maior de desenvolver Alzheimer e menor absorção de nutrientes importantes como ferro e cálcio.

O problema é que temos muito contato com alumínio: panelas, alimentos enlatados, fermentos e também em desodorantes.

Ana, é pra viver numa bolha? 🙈

Nada disso! Mas a medida que conhecemos… podemos começar a fazer algumas mudanças.

Por exemplo:
✔️ Ir aos poucos substituindo as panelas de alumínio por versões de inox ajuda muito!
✔️ Ao consumir enlatados como atum ou sardinha opte pela versão em óleo. O alumínio da lata tende a se concentrar nesse óleo (que você deve eliminar) e deixar o peixe com quantidades bem reduzidas.
✔️ Fermento dá pra fazer caseiro (ainda não testei também!) ou adquirir versões sem alumínio (já testei! Preciso comprar novamente e mostrar pra vocês!)
✔️ E… a imagem desse post: substituir o desodorante tradicional por versões sem alumínio (existem marcas prontas) ou fazer a sua versão caseira com leite de magnésia. Super funciona! E é super barato! Aproveita a embalagem do desodorante tradicional e coloca o leite de magnesia no lugar – só isso! Ou se quiser dar um cheirinho acrescenta umas gotas de óleo essencial (eu prefiro!)
Mesmo que você desconfie e não queira usar sempre… reduzir o uso do desodorante tradicional já tá super valendo. 😉

 Alguém usa ou já testou? Conta pra gente se curte ou não!

Atum em lata: qual escolher?

Até já tinha falado sobre esse assunto por aqui, mas recebi novamente essa dúvida:
“Ana, qual o melhor tipo de atum?”

Você sabe?

atum em lata

-> Em óleo!!

Sim! Muita gente acha que o light seria o mais indicado, porém a versão em óleo é melhor!

Isso porque o alumínio da lata tende a migrar para a superfície mais oleosa. Se o atum está envolto em água, o alumínio migra bastante para o próprio atum e você acaba ingerindo alumínio por tabela (e tudo o que o seu corpo não usa tende a se acumular na sua gordura corporal e sobrecarregar fígado, atrapalhando seu metabolismo e emagrecimento – isso só pra resumir a ópera).

Por outro lado, se o atum está envolto por óleo o alumínio tende a migrar justamente para esse óleo, protegendo o atum! Portanto: opte pela versão em óleo e elimine esse óleo ao consumir! 😉

E o atum com molho?
É a opção que tem mais corantes, conservantes e aditivos de modo geral. Costuma também ser a opção com mais sódio! Quer atum com molho? Faça seu molho! 🙂

Ficou com dúvidas sobre o assunto? Entra em contato, vai ser um prazer te responder!

Qual o melhor tipo de atum?

atum tipos

Essa dúvida é bastante comum, talvez seja a sua também:

“Nutri, qual atum é o melhor?”

Primeiro item a ser observado: lista de ingredientes! E por ela a gente já exclui a opção com molho, certo? Afinal, contém açúcar, glutamato monossódico e aditivos!

E entre os outros? Melhor em água ou em óleo?

-> Em óleo! Isso mesmo!

O óleo em volta do atum auxilia a preservar o ômega 3 do peixe. Além disso, o protege de contaminação pelo alumínio da lata! Isso porque o alumínio tende a migrar para o óleo. Se o peixe está envolto em óleo o alumínio se concentra no mesmo, enquanto que se está envolto apenas em água migra para o peixe!

Mas não é pra usar esse óleo da lata nas preparações viu? Sempre procure escorrer bem antes de usar. 😉