Café puro

café


Fiz uma enquete no meu stories lá no Instagram sobre quem toma café puro (sem adoçar) e é a grande maioria de quem participou! Arrasaram! 👏
Pra quem ainda não conseguiu largar o açúcar ou adoçante pense o seguinte:
 Se tanta gente consegue, porque você não conseguiria? 
 Açúcar é caloria vazia! Causa pico de glicose, aumento rápido de insulina e leva a acúmulo fácil na forma de gordura! Gordura abdominal, colesterol e triglicerídeos!
 Quanto mais açúcar você come mais açúcar você quer comer! Vicia mesmo!
 O adoçante por sua vez ativa receptores intestinais associados ao sabor doce e leva a um maior acúmulo de carboidratos na refeição quando está presente. E também aumenta a vontade de comer doces!

 Eu também já achei que excluir o açúcar seria muito difícil. Há alguns anos usava 2 colheres de chá de açúcar no meu café (inicialmente o branco e depois o mascavo). Resolvi ir reduzindo aos poucos e já há alguns anos tomo meu pretinho puro com muito prazer! O nosso paladar se adapta. Acredita e vai! 

Doces: um vício!

doces

Muitas pessoas chegam ao consultório com a queixa de uma vontade absurda, diária e irresistível de comer doces. Você se identifica?
 E o que mais tem na alimentação dessas pessoas? Justamente doces e “açúcares escondidos”!
O que acontece é que:
 o açúcar causa uma sensação imediata de prazer e bem estar viciante (vício esse similar ao vício em drogas como a cocaína)
 o açúcar se transforma em energia rapidamente, sendo rapidamente acumulado na forma de gordura e promovendo logo a queda dessa energia. Gerando o que? Vontade de mais açúcar para aumentar a energia logo!

 Logo, não tem jeito, pra reduzir essa vontade de doces (o que é super possível!) precisa primeiro mudar os hábitos! Investindo em alimentos que promovam mais saciedade e forneçam ao corpo nutrientes e energia de liberação lenta ficamos mais tranquilos e menos dependentes da energia fácil e viciante do açúcar! 

 

Achocolatado saudável

Achocolatado faz parte da sua rotina alimentar ou do seu filho?
O problema é que a quantidade de açúcar desses produtos é ENORME. Chega a 75 a 90% do total do produto! Ou seja: é praticamente açúcar colorido!

 Vamos mudar esse hábito e testar um achocolatado saudável?

 Testa aí essa misturinha caseira: 1 xícara de cacau (purinho – encontra em lojas de produtos naturais) para 1/2 xícara de açúcar de coco, demerara ou mascavo.

 Obs 1: Não, não vai ficar tão doce!
 Obs 2: Usa um mixer (vale o liquidificador também) pra misturar bem. 😘

achocolatado

Adoçantes

Será que os adoçantes ajudam a emagrecer?
Quais os efeitos deles no nosso organismo?
Saiba no vídeo de hoje!

Sushi é saudável?

“Ana, sushi é saudável?” “Posso comer sushi, já que quero emagrecer?”
Se você tem essa dúvida, o vídeo de hoje é pra você! 😉

Refrigerante: porque e como excluir?

O vídeo da semana foi pedido de um leitor! O Abner me pediu para falar sobre os refrigerantes e dar sugestões de estratégias para excluí-lo. Missão dada é missão cumprida! 😉
Recomendo esse vídeo tanto para quem ainda quer se conscientizar dos malefícios do refrigerante (que aliás estão muito longe de ser apenas o excesso de açúcar!) quanto para quem já se conscientizou mas está com dificuldade para abandonar o vício!
Confere e compartilha com o seu amigo que não abandona o vício! 😉

Introdução alimentar

mucilon

Ai como dói o coração da nutri! 😵 👉Entenda que quanto mais você ofertar opções excessivamente doces desde o início da introdução alimentar do seu filho, maior vai ser a rejeição dele aos doces naturais, como o presente nas frutas, que são muito menos doces.

👉Porque ofertar alimentos que não são saudáveis quando você é a única responsável pela introdução alimentar do seu filho? Faz sentido?

👉Comece essa fase com o pé direito, oferecendo os alimentos em sua forma natural sem adoçar e sem salgar excessivamente. Procure variar o máximo possível os alimentos ofertados e repita a oferta mesmo que haja rejeição ao experimentar pela primeira vez.
Uma criança deve experimentar um alimento cerca de 7 a 8 vezes antes de afirmamos que ele realmente não gosta daquele alimento!

👉Quanto maior o estímulo nessa fase, mais saudável será o desenvolvimento do seu filho, mais doenças da vida adulta estarão sendo prevenidas e será mais fácil de o seu filho aprender e se habituar com bons hábitos alimentares.

👉Porém, vale lembrar que logo ele cresce e te observa! Se o seu hábito não for saudável pouco vai adiantar fazer um discurso sobre alimentação saudável enquanto você come besteira! Ele vai querer comer o mesmo que você! 😉

Dá trabalho, não é simples, exige paciência e persistência… mas saúde é o maior investimento que você pode fazer na vida do seu filho.

5 Dicas para Reduzir a Vontade de Doces

Tem alguém aí que adora doce? Não resiste à uma sobremesa depois do almoço? Precisa de vez em quando beliscar uma balinha? Confira então as minhas 5 Dicas para Reduzir a Vontade de Doces!

Eu gravei esse vídeo sobre a dificuldade da Vanessa Alves, mas aposto que essa é a dificuldade de muitas outras pessoas, acertei? 😉

Confere e coloca em prática que funciona! Aguardo o seu comentário! 😉

Inimiga do Açúcar?

Ouvi que sou inimiga do açúcar por um paciente! 😛
Não diria isso… mas com certeza temos muitos motivos para reduzir o açúcar da nossa alimentação!

Nesse vídeo te explico esses motivos e também dou dicas pra você fazer essa redução sem grande sofrimento!

Ainda não baixou meu ebook Como Ler Rótulos e Fazer Melhores Escolhas? Clica no link e baixe agora.

Açúcar: quando introduzir?

açúcar criança

Mais um tema polêmico! Essa pergunta veio como dúvida de um seguidor e sei que é a dúvida de muitos pais!

De acordo com a OMS as crianças só devem “conhecer” o açúcar após os 2 anos de idade!
O próprio mel também não deve ser utilizado no dia a dia e nunca introduzido antes de 1 ano por risco de contaminação por botulismo.

“Meu Deus nutri, tu tá louca! Que radicalismo! Coitada da criança”. 😛

Bom, há motivos pra essa orientação! Esses primeiros anos são o início de formação do paladar da criança. É altíssima a frequência de crianças que, por receberem açúcar precocemente, tem o seu paladar modificado, ficando muito mais seletivas com relação aos alimentos que consomem e perdendo completamente o interesse em frutas e verduras.

Vamos combinar que um chocolate é bem mais atrativo que uma maçã, não é? 😉

E junto com essa predileção por doces vem um pacote: baixa ingestão de alimentos nutritivos com quadro de deficiência de nutrientes (a anemia é uma das mais comuns), obesidade infantil, diabetes, colesterol elevado, dentre outras.

“E não faz falta pra criança esse açúcar?”
Não! O açúcar faz parte do grupo dos carboidratos, que tem importante função na produção de energia. Porém encontramos muitas opções melhores que compõem esse grupo, com mais nutrientes e liberação gradual de açúcar, como: batata doce, aipim, mandioquinha, arroz, frutas, abóbora, cenoura, aveia e por aí vai.

“E a criança vai passar vontade, coitada?”
A criança não sofre se não come aquilo que não conhece!! A criança não sente necessidade de colocar “um pouquinho de açúcar porque a laranja tá meio ácida” se ela não conhece a laranja adocicada. Porém se você colocar em um dia, no dia seguinte ela vai estranhar o sabor azedinho.

Deu pra compreender? O paladar dela é moldável e quanto mais ofertamos o alimento em sua forma natural e usamos o doce naturalmente presente nas próprias frutas, mais natural vai ser pra ela comer o alimento dessa forma.

Fundamental também se você quer que o seu filho coma bem, é que você (e seu marido/esposa ou quem mais for cuidador) coma bem!

Tem uma frase ótima que vale para essa e outras situações da vida: “A palavra convence, mas o exemplo ARRASTA”. 😉